A liberdade e a verdade viva

peter-singer.jpg

Peter Singer, filósofo utilitarista, discorre neste artigo sobre a exigência máxima da existência de liberdade de expressão nas sociedades democráticas.

Embora o artigo já seja do ano passado, na ressaca das negações do holocausto na Áustria e dos cartoons dinamarqueses, vale a pena reter um dos parágrafos que rebate não só a censura religiosa islâmica, como também as leis que proibem a negação do holocausto em alguns países da Europa:

Freedom of speech is essential to democratic regimes, and it must include the freedom to say what everyone else believes to be false, and even what many people find offensive. We must be free to deny the existence of God, and to criticize the teachings of Jesus, Moses, Muhammad, and Buddha, as reported in texts that millions of people regard as sacred. Without that freedom, human progress will always run up against a basic roadblock.

Ou seja, a liberdade de expressão é fundamental para que se possam manter verdades vivas e não dogmas mortos, parafraseando John Stuart Mill.

Anúncios